in

Fernando Tererê sem medo de errar

Tererê em ação nos tatames. Foto: Gustavo Aragão

Nestes registros do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro de 1999, o então faixa-marrom Fernando Tererê esbanja sua técnica apurada e finalizadora, tanto por baixo quanto por cima. Certa vez perguntamos ao campeão como se desenvolve um jogo tão completo e ofensivo. O craque respondeu:

“O principal é a dedicação diária, o modo como o praticante encara cada treino. Muitos têm apenas a vontade de sobreviver ao próximo adversário. Eu acho que sempre fui além. Todo progresso no Jiu-Jitsu passa por uma frase simples que martela a mente do lutador: ‘E se eu errar?’. O praticante fica com medo de falhar e passar sufoco mesmo que seja no treino, não arrisca e com isso limita sua evolução.”

“A confiança vem da repetição, do drill”, explica Tererê. “É fundamental fazer um aquecimento com repetições, ou tirar um dia para repetir o golpe várias vezes, obtendo com isso um ótimo ajuste, uma boa pressão e a confiança na movimentação. Eu sempre repeti muito, e na hora H eu tento. Se eu errar, tudo bem, é apenas um treino. Ninguém tem de pensar em vencer treino. Se algo errado acontecer, é preciso manter a calma, aprender a sair do sufoco.”

“Se algo errado acontecer, é preciso manter a calma, aprender a sair do sufoco”. Foto: Gustavo Aragão

graciemag_assine_barra

The post Fernando Tererê sem medo de errar first appeared on Graciemag.

This article first appeared at Graciemag

What do you think?

Morning Report: Jorge Masvidal blasts Kamaru Usman, Gilbert Burns, and Colby Covington: ‘These guys are not dudes that are made out of stone’

Valentina Shevchenko explains why she loves the stylistic matchup against Jessica Andrade at UFC 261